Ganhei um smartphone!! E agora?

Neste outro artigo aqui no blog escrevi sobre como eu achava que vivia perfeitamente bem com meu celularzinho básico e agora não posso mais me imaginar sem o meu smartphone.

Uns dois dias depois, uma amiga me contou que “ganhou” um smartphone da sua operadora de celular mas não sabia o que fazer com ele porque tudo parecia muito complicado.

O manual está aí para isso, não é mesmo?
Mas, quem é que lê manual? Acho que somente engenheiros. Ouvi dizer que o pessoal de engenharia adora um manual. Não sei porquê. Nunca perguntei.
Ah, e o pessoal que escreve os tais manuais, é claro! E mesmo eles, talvez só leiam aqueles que eles próprios escrevem.

Eu nunca leio manuais. Eu consulto, o que é bem diferente. Primeiro tento descobrir como funciona. Se não consigo, daí apelo para o manual procurando por aquele item específico.
Manual não é para ser lido como um livro e, sim, para servir de consulta, como um dicionário. Mas também já ouvi falar de gente que adora ler dicionário. Enfim, essa é a minha opinião. Cada um tem a sua. Sinta-se à vontade para discordar se você é um leitor fanático por manuais. Ou dicionários.

Mas o assunto não é manual, é o smartphone que a minha amiga “ganhou” da sua operadora.

Quando ela me falou que não sabia como utilizá-lo tentei lembrar da primeira experiência com o meu. Já faz tempo.

Perto do meu celular básico ele parecia tão lindo, todo elegante com aquela tela touch preta, tão brilhante que mais parecia um espelho!

No início, ele pareceu, realmente, muito complicado. Tantas funções e opções!
Como eu cadastro meus contatos?
Onde digito o número para fazer uma ligação?
E as mensagens, onde estão?
E essa tela sensível ao toque? Será que apertei demais? Ou de menos?

O fato é que apesar de tudo ser diferente não é tão complicado quanto parece. Rapidinho consegui aprender e desfrutar dele.

Nunca cheguei a abrir o tal manual. Não sei onde guardei.

Então, se você comprou ou ganhou um smartphone e não sabe direito como utilizá-lo, minha dica é “explore o brinquedo novo”.

Clique, navegue, selecione as opções e veja que outras opções existem. As chances de você quebrar “o brinquedo” são poucas.  A menos que você o derrube no chão de uma altura superior a sua ou o deixe cair na piscina ou em outros lugares igualmente molhados mas não tão agradáveis. Você sabe do que estou falando.
E ainda assim, muitos sobrevivem!

Se você tiver filhos, netos ou sobrinhos com paciência, peça ajuda para eles. Afinal, a gente já ensinou tanto para eles; bem que eles podem retribuir de vez em quando, não é mesmo? Nem que seja com um pouquinho de chantagem emocional.
Mas você precisa aprender a se virar sozinho como eles também aprenderam. Em pouco tempo estará enchendo o seu smartphone com aplicativos.

Você também pode pedir ajuda para os funcionários das lojas de celular. As vezes tem algum simpático e disposto a ajudar. São raros, mas existem.

E se nada disso resolver, o manual está aí para isso mesmo.

Anúncios

Dê sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s